fbpx

Estudo sugere que cérebro de moscas é unissex…

Liderados pelo professor britânico Gero Miesenböck, cientistas das universidades de Yale, nos EUA, e Oxford, na Grã-Bretanha, ativaram com um raio laser o neurônio que nos machos é responsável pelo cortejo sexual e obtiveram a mesma resposta em ambos os sexos.

Segundo o estudo, as fêmeas começaram a “cantar” vibrando uma de suas asas, da mesma forma que os machos fazem para atrair sua atenção quando querem conquistá-las, sugerindo que esse comportamento está “dormente” em seu cérebro. No entanto, a sua “canção” estava um pouco desafinada e não era tão boa quanto a dos machos, acrescenta o artigo.

As moscas tinham sido manipuladas geneticamente para que os neurônios estudados reagissem à luz.

Esperava-se que os cérebros de ambos os sexos estivessem desenhados de modo diferente, mas não parece ser o caso e são mais parecidos do que se pensava – declarou Miesenböck por telefone.

Segundo o pesquisador, “é mais simples e elegante que algumas conexões funcionem na forma feminina ou masculina”, já que seria complicado demais que os sistemas nervosos de machos e fêmeas fossem totalmente diferentes.

O estudo publicado pela “Cell” indica que as fêmeas “têm o programa (do cortejo), mas falta a elas o comando que o ative”.

Uma pergunta óbvia é por que as fêmeas possuem este circuito cerebral, embora seja possível que coincida parcialmente com circuitos utilizados para outros comportamentos – acrescenta.

Miesenböck disse que, embora os sistema nervoso dos humanos e das moscas da fruta sejam “muito similares”, esta descoberta não pode ser aplicada aos aos primeiros.

Deixe um comentário