DESCOBERTA A REGIÃO DO CÉREBRO QUE DECIFRA AS ILUSÕES DE ÓTICA

Quando se vêem imagens "ambíguas", como as ilusões de ótica, os esquemas de atividade neural em algumas regiões do cérebro mudam de acordo com o modo como muda a percepção. Mas são muito similares quando aos observadores são apresentadas imagens claras e ambíguas confrontáveis entre si.

    Os pesquisadores estudaram, através de ressonância magnética, os esquemas da atividade neural da região médio-temporal, a área associada à percepção do movimento. Os participantes do estudo deveriam identificar a direção de um objeto em movimento, seja quando esta era clara seja quando era mais confusa.

    Assim viram que o esquema de atividade neural era similar quando o observador via o objeto andar para a esquerda e quando achava que andava naquela direção.

    Isso significa, para os pesquisadores, que a região médio-temporal tem um papel muito importante no gerar experiências conscientes do mundo ao nosso redor. Uma descoberta que pode ajudar no tratamento de distúrbios como a dislexia, fazendo entender melhor o papel de algumas regiões cerebrais na percepção do movimento

NeuroCurso ® Todos os Direitos Reservados.