Preaload Image

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cientistas descobrem gene que “protege” contra alcoolismo

Estudos anteriores já apontavam que pessoas que rapidamente ficam embriagadas têm menos propensão a se tornarem alcoólatras. A pesquisa divulgada esta semana descobriu o gene indiretamente responsável por efeito protetor em 10% a 20% da população mundial.

Segundo um dos autores do estudo, Kirk Wilhelmsen, cientista da universidade, “a ligação entre alcoolismo e o gene é dura de ser realizada, porque as causas do alcoolismo são diversas”. A pesquisa analisou 248 casos, encontrando fortes ligações.Pessoas com o gene protetor são mais sensíveis a bebida e ficam mais rapidamente embriagadas. Foto: Getty Images

 

O gene, de nome CYP2E1, tem grande efeito na maneira a qual o cérebro percebe o álcool e, segundo o cientista, esta é uma razão para as pessoas se tornarem alcoólatras.

O estudo foi realizado com estudantes de faculdades americanas, a maioria com familiares alcoólatras. Os participantes tomaram, cada um, três doses de bebida e foram perguntados como se sentiam após beber. Os cientistas determinaram a sequencia genética de cada estudante e usaram as informações para comparações. Nos estudantes que se sentiram mais embriagados, foi constatada a existência do gene protetor.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Cientistas descobrem gene que “protege” contra alcoolismo

Estudos anteriores já apontavam que pessoas que rapidamente ficam embriagadas têm menos propensão a se tornarem alcoólatras. A pesquisa divulgada esta semana descobriu o gene indiretamente responsável por efeito protetor em 10% a 20% da população mundial.

Segundo um dos autores do estudo, Kirk Wilhelmsen, cientista da universidade, “a ligação entre alcoolismo e o gene é dura de ser realizada, porque as causas do alcoolismo são diversas”. A pesquisa analisou 248 casos, encontrando fortes ligações.Pessoas com o gene protetor são mais sensíveis a bebida e ficam mais rapidamente embriagadas. Foto: Getty Images

 

O gene, de nome CYP2E1, tem grande efeito na maneira a qual o cérebro percebe o álcool e, segundo o cientista, esta é uma razão para as pessoas se tornarem alcoólatras.

O estudo foi realizado com estudantes de faculdades americanas, a maioria com familiares alcoólatras. Os participantes tomaram, cada um, três doses de bebida e foram perguntados como se sentiam após beber. Os cientistas determinaram a sequencia genética de cada estudante e usaram as informações para comparações. Nos estudantes que se sentiram mais embriagados, foi constatada a existência do gene protetor.

Compartilhe:

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.