Preaload Image

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Bebês com icterícia têm mais risco de autismo, diz estudo

Os recém-nascidos que sofrem de icterícia têm um risco maior de sofrer autismo, demonstra um estudo publicado na revista Pediatrics. Os cientistas detectaram em crianças nascidas na Dinamarca entre 1994 e 2004 que aquelas que sofriam de icterícia tinham 67% mais possibilidades de ser autistas.

A icterícia do recém-nascido é provocada geralmente por uma produção excessiva de bilirrubina, uma substância produzida durante a destruição de glóbulos vermelhos pelo organismo.

No total, 60% das crianças recém-nascidas padecem de icterícia, e o fenômeno é reabsorvido naturalmente após algumas semanas, mas uma exposição prolongada a taxas elevadas de bilirrubina é neurotóxica e pode provocar problemas de desenvolvimento a longo prazo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.